Dores da alma

Ainda é difícil, reconheço. Ver que as pupilas capturam outras imagens e que o saltitar do coração é impulsionado por outras circunstância. Não mais “fazer parte”. Não mais ocupar um lugar especial. Não mais ser motivo de cuidado e de atenção. Não provocar vibração. Parece que a gente perde até a identidade. E dói.

O que a identidade tem a ver com isso? Bom, pra mim, o SER também depende do reconhecimento do outro. Doloroso também essa dependência. Mas, talvez, libertadora. Porque nesses momentos a gente reconhece o valor do outro, e se reconhece também; reconhece nosso valor.

Anúncios

2 comentários sobre “Dores da alma

  1. Olá Thais!!!

    Seguinte,vi no orkut que vc tá querendo vender seu fusca,quanto quer nele???tentei mandar recado mas nao estou autorizado hehehe pode responder por e-mail:kaellima@yahoo.com.br.

    Fico no aguardo,desculpa ter notificado vc por aqui,mas precisava contatar vc hehhe

    Abraxx!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s