E, saindo de casa, descobri as dificuldades de morar sozinha.

E digo que o mais difícil não é o cuidado com cada cômodo da casa,
ou a preocupação com os horários que o lixeiro passa;
não é a roupa pra lavar ou as louças sujas na pia;
não é o chão sujo ou a poeira dos móveis;
não  é a cama pra arrumar ou o banheiro pra limpar;
não são os gastos cotidianos ou as compras do mês.

A parte difícil é cuidar de si mesmo;
vencer a preguiça e fazer a sua comida preferida;
sair pra correr quando o sofá chama e não há ninguém para cobrar atitude;
deixar tudo limpo e organizado ainda que ninguém veja, só a gente;
curtir o ócio quando não há nada para fazer ou ninguém para fazer companhia;
sofrer sozinha, sorrir sozinha, dormir sozinha.

Um aprendizado a cada dia.

E viva a nova vida!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s