Há momentos na vida em que nos perdemos de nós mesmos, da nossa essência, ou daquilo que almejamos ser. Alimentamos nosso lobo, nossos demônios. Talvez porque seja difícil manter as bases sólidas e os princípios intocados quando tudo ao redor parece ruir. É duro permanecer forte quando alguns pilares se rompem, quando a rocha onde nos apoiamos se desfaz em areia.

Vacilar perante as dificuldades é aceitável, dadas as condições a que somos submetidos no dia a dia, principalmente os que vivem na Babilônia, nos centros urbanos. É pressão demais e motivação de menos, expectativa demais e apoio de menos, exigência demais e reconhecimento de menos. Sim, todos nós fraquejamos; sucumbimos a algum ponto fraco nos momentos em que permanecer firme demanda tanta energia que não conseguimos mais. Estamos esgotados, cansados da postura de vencedor.

 

Olho pra mim mesma agora; estou forte, me sinto forte. Olho pra frente, estou na beira do abismo. Observo a imensidão da paisagem à minha frente. Há uma ponte sobre o precipício e, do outro lado,  infinitas possibilidades. Quero chegar lá. Abaixo, há frio, escuridão, medo… e você. Para onde vou? Atravesso a fenda pra chegar do outro lado, onde tudo é beleza, luminosidade e calor? Ou me jogo ladeira abaixo pra te encontrar, te dar as mãos e, quem sabe, seguirmos juntos até lá?

Vibra em mim a vontade de te ajudar a escalar as paredes e chegar comigo até onde a vida pulsa. Do ponto em que estou, vejo claramente o mundo de oportunidades. Mas não sei se você visualiza a mesma cena. Vista de baixo, a perspectiva é outra: tudo escuro ao redor, não há sinais indicando o caminho, não há esperança.  Então, me questiono se essa vontade é só minha; se só eu vejo o futuro em cenas coloridas; se você quer, de fato, sair desse buraco. Será que confia apenas na minha visão (ou das pessoas que, como eu, observam de cima) e nas promessas de uma vida melhor? Não há provas, garantias, nada; há apenas possibilidades. É preciso que exista em você a força e a coragem necessárias para caminhar no escuro, no sentido da transformação; fé para avançar, enfrentar os desafios e superar os obstáculos, mesmo sem enxergar o outro lado.

Fecho os olhos e te vejo sorrindo, em meus pensamentos. Desejo profundamente que encontre de novo essa energia vital! A mesma que te impulsiona no esporte e no trabalho,  que une você às pessoas queridas, que te transformou no que é: um ser humano único e especial.

Abro os olhos e estou imóvel, na beira do abismo. Os questionamentos borbulham na mente mas eu, por enquanto, só aguardo. Não chegou a hora da decisão final; e nem estou ansiosa por isso. Apenas penso nas alternativas, com serenidade, deixando também aflorar o amor que há em mim. As respostas virão na hora certa, claras como a luz do sol. Acredito nisso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s