Meu coração é enorme e sensível. Sinto tanto amor que não cabe dentro de mim, mas a razão também fala alto demais e, quase sempre, está à frente de tudo. Muitas vezes, gostaria de mergulhar mais nos sentimentos,  nas sensações, nas pessoas, mas tenho dificuldades em baixar a guarda. O leão jubudo que mora em mim não quer perder a majestade, então prefere manter tudo sob controle; apareço sempre como forte e bem resolvida, bem mais fria do que sou de fato, para não me mostrar vulnerável.

Minhas expectativas são altas demais, não só em relação aos outros, mas também a mim mesma, e tenho pavor de frustração. Em contrapartida, sou demasiadamente generosa, no sentido mais amplo da palavra. Doo meu tempo e energia para ajudar e fazer o bem àqueles que amo, basta que estejam abertos a receber.

Sinto bastante, penso mais ainda e falo pouco do que está latejando dentro de mim. Por não partilhar, me perco, às vezes, em memórias, análises e emoções das quais não consigo desapegar. Então escrevo. Escrevo para ter mais clareza de tudo, escrevo para diluir tanto conteúdo.

Sou assim. E só quero ser amada como sou. Consegue?

Anúncios

Um comentário sobre “Eu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s